Terça, 18 Setembro 2018

Facebook

Vídeo

5º Congresso da Contraf-CUT: presidente do Sindicato fala sobre unidade em São Paulo

Publicado em Notícias Domingo, 08 Abril 2018 12:35

O presidente do Sindicato dos Bancários de Niterói e região, Luis Cláudio Caju, destacou a importância da unidade sindical durante o 5º Congresso Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro da ContrafCut realizado neste fim de semana, em São Paulo. Delegados de todo país elegeram a nova diretoria da entidade, promoveram alterações estatutárias e debateram os rumos da categoria diante da conjuntura nacional e da reforma trabalhista.

 

“O que estamos passando hoje é muito fruto da nossa capacidade de dialogar, de debater com união e seguirmos em frente. Temos diferenças sim, temos que dialogar sim, temos que respeitar sim, mas temos que ter o objetivo comum que é o que nós estamos fazendo que é representar os trabalhadores, não só os bancários, mas todos os trabalhadores.”, afirma Caju.

 

Caju também falou dos desafios e da necessidade da união da esquerda brasileira. “Temos grandes desafios esse ano, além da nossa campanha salarial. A Justiça não dá pra contar com ela, temos que mudar o Congresso Nacional. Focamos muito no Executivo, mas se não mudarmos os deputados e senadores não adianta nada. Aquele Congresso Nacional é ridículo. Ele representa um determinado segmento. Mas, cadê o nosso segmento? O segmento dos trabalhadores diminuiu. Temos que construir candidaturas em cima de projetos e não por questões individuais”, disse.

 

Os delegados presentes no 5º Congresso da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) aprovaram as alterações propostas pela Diretoria Executiva da entidade em reunião realizada no dia 5 de abril, além das propostas apresentadas durante o Congresso.

 

Basicamente as alterações alteraram o prazo de eleição da direção da entidade, de três para quatro anos, formalizou o poder da Contraf-CUT de propor ações judiciais que a diretoria considere necessárias para defender os interesses da categoria, reduziu o número de membros da Diretoria Executiva da entidade, fundiu as secretarias de organização e de políticas sindicais e criou a secretaria de cultura.

 

A revolta pela prisão do presidente Lula deu o tom da abertura oficial do 5º Congresso Nacional da Contraf-CUT. Antes mesmo da cerimônia, durante a aprovação do regimento interno do Congresso – que foi aprovado por unanimidade com alterações sugeridas pela mesa –, os delegados votaram pela ida à São Bernardo do Campo, para participar da vigília em apoio ao ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, na sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, ainda na noite de sexta.