Segunda, 21 Junho 2021

Facebook

DEFESA DO EMPREGO: Mais de 25 bancários já reintegrados pelo Sindicato

Publicado em Saldo Médio Sexta, 18 Dezembro 2020 12:39

 

O fim de ano de muitos brasileiros está sendo marcado por perdas de familiares e até mesmo por conta de restrições por conta da pandemia. Mas, o fim de ano dos bancários vem sendo marcado pela incerteza.

 

O medo da perda do emprego gera pânico e adoece os trabalhadores. Os bancos, negando os próprios acordos que fecham com os representantes dos trabalhadores, vêm demitindo.

 

Na contramão desse retrocesso e na garantia dos direitos dos bancários, a diretoria do Sindicato dos Bancários de Niterói e região juntamente com os escritórios Stamato, Saboya & Rocha Advogados Associados e Lousada Advogados, que assessoram a entidade nas áreas trabalhista e cível,  respectivamente, montou um atendimento em rotina de plantão para buscar reintegrações e cancelamento de demissões.

 

Somente nos últimos dias foram 25 bancários que voltaram ao trabalho graças ao trabalho do Sindicato. Foram 18 funcionários do Bradesco, quatro do Itaú e três do Santander que recuperaram o emprego.

 

“Nosso trabalho é para garantir os direitos dos trabalhadores e denunciar as dispensas sem motivo dos bancos. O Bradesco vem demitindo por telefone. Isso é uma falta de respeito e consideração com os bancários que são quem verdadeiramente contribuem para os lucros milionários. Agora é hora de pensar nas famílias, garantir a subsistência dos trabalhadores e devolver a dignidade”, afirma Jorge Antônio Porkinho.

 

Para a advogada Cristina Stamato, sócia do Stamato, Saboya & Rocha Advogados Associados, escritório que representa o Sindicato dos Bancários de Niterói e Regiões, as decisões favoráveis às reintegrações dos bancários garantem aos trabalhadores e trabalhadoras o retorno aos seus cargos, com os mesmos salários, em momento delicado como o atual.

 

“Um dos aspectos mais importantes dessas decisões é a reinclusão dos bancários no plano de saúde corporativo. Em tempos de pandemia, isso é fundamental para dar dignidade ao trabalhador, que em muitos casos ficou desamparado neste momento difícil e após dedicar tantos anos de sua vida laboral à instituição”, argumenta Stamato.

 

Alguns dos bancários reintegrados pelo Sindicato

Bradesco

Monica Salerno Ianni (Bradesco Araruama), Michelle Fonseca de Souza Costa (Bradesco São Gonçalo), Carlos Augusto Gonçalves (Bradesco Saquarema) e Gilson Almeida Coelho (Bradesco Itaboraí), Caroline de Melo Duarte (Bradesco Arraial do Cabo), Livia dos Santos Cordeiro (Bradesco Arraial do Cabo), Mauro da Costa Magalhães (Bradesco Itaboraí), Claudio Ferreira Machado (Bradesco Cabo Frio), Kellen da Fonseca Montenegro (Bradesco Mutondo/SG), José Roberto Ferreira da Silva (Bradesco Raul Veiga/SG), Luciana Chame Alvim (Bradesco Icaraí/Niterói), Ana Paula Pontes M. dos Santos (Bradesco Mutondo/SG), Júlio César Duarte Borges (Bradesco Mutondo/SG), Leandro Menezes Moura (Bradesco Itaipu/Niterói), Alex Nascimento Moreira (Bradesco Itaipu/Niterói), Mônica Lopes Clevelares da Silva (Bradesco Centro/Niterói), Maria Moreira Bom (Bradesco Alcântara/SG).

 

Itaú/Unibanco

Fernanda Ferreira Feliz (Itaú Centro/SG), Marilane de Araújo Reis (Itaú Centro/Niterói), Thayana Nunes Dias (Itaú Centro/SG) e Renata Milena Costa (Itaú Icaraí/Niterói) .

 

Santander

Cláudia Aparecida Guedes Nunes (Santander Centro/Niterói), Danielle dos Santos Cunha (Santander Araruama) e Fernanda da Silva Vial (Santander Centro/Niterói).