Quarta, 23 Junho 2021

Facebook

Presidentes do TST da Câmara tentam ajudar os bancários

Publicado em Notícias Quinta, 30 Setembro 2004 21:00
Presidente do Tribunal Superior do Trabalho e presidente da Câmara dos Deputados pedem aos banqueiros a reabertura das negociações.
Dia 5, em Brasília, o presidente da Câmara dos Deputados, João Paulo Cunha, garantiu seu apoio à categoria na luta pela retomada das negociações com os banqueiros. Agora os bancários tentarão uma audiência com o presidente da República. Conforme anunciado dia 30 em reunião com bancários, o presidente do Tribunal Superior do Trabalho, Vantuil Abdala, tentou ajudar os trabalhadores a conseguir a procurou os banqueiros no dia 1º para pedir a reabertura de negociações na segunda-feira, dia 4, mas deparou-se com a intransigência dos patrões. Mesmo diante do pedido do presidente do Tribunal Superior do Trabalho, Vantuil Abdala, os banqueiros se recusaram a reabrir as negociações com os bancários. Eles lucraram R$ 11,6 bilhões somente no primeiro semestre do ano e têm a cara-de-pau de repetir que não podem dar mais que 8,5% de reajuste. O presidente do TST ainda criticou as decisões dos Tribunais Regionais, que julgaram abusiva a greve dos bancários em São Paulo, Paraíba, Ceará, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Mato Grosso. “O ministro Vantuil Abdala disse que não é com decisões regionais que vamos resolver o impasse desta greve. Destacou que os bancários são uma categoria organizada nacionalmente e com uma negociação nacional. Então que a solução deve se dar nacionalmente e, no entender do próprio ministro, de maneira negociada, sem a interferência da Justiça”, relatou Vagner Freitas, presidente da CNB/CUT e coordenador da Executiva Nacional.