Sexta, 27 Novembro 2020

Facebook

Itaú: mudança de regras para metas vão elevar cobranças e adoecimento dos bancários

Publicado em Itaú Sexta, 13 Novembro 2020 11:16

 

Na última quarta-feira (11/11), o Itaú divulgou mudanças nas projeções de metas. As alterações nas regras do programa Agir (Ação Gerencial Itaú de Resultados) alguns dias antes de o semestre acabar tem gerado muitas reclamações dos bancários, em função da elevação das metas que poderá agravar ainda mais uma situação que tem adoecido os funcionários com pressão e assédio moral para atingir os resultados impostos pelo banco.

 

Decisão unilateral

 

Os sindicatos cobram explicações do Itaú sobre alterações feitas no Agir, que atinge diretamente a remuneração dos trabalhadores e criticam o fato de o banco ter tomado mais esta medida de forma unilateral, sem negociar com o movimento sindical.  

 

Além da apreensão vivida pelos empregados há notícias de pedidos de demissão no primeiro escalão da empresa, insatisfeitos com os rumos tomados pela direção do banco.

 

Futuro assustador

 

Com o lema “O nosso futuro chegou: e o primeiro passo é o seu”, o Itaúconvida até a família dos bancários para o que a empresa chama de “maior evento do Itaú Unibanco”, num encontro digital marcado para o dia 26 de novembro de 2020. Seria uma prévia do reserva o futuro dos trabalhadores com mais pressão, assédio e adoecimentos.

 

Quem se sentir prejudicado deve procurar o Sindicato através do chat em nosso site. Os autores das denúncias terão seus nomes preservados em sigilo absoluto.