Segunda, 27 Setembro 2021

Facebook

PLR da Caixa: valorizar empregado não é dizer que paga até 30 de setembro

Publicado em Caixa Sábado, 04 Setembro 2021 10:42

 

Em resposta ao ofício enviado pela Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf/CUT) e a Comissão Executiva dos Empregados (CEE/Caixa), com o pedido de antecipação do pagamento da Participação nos Lucros ou Resultados (PLR), a direção do banco anunciou que os valores serão creditados até o dia 30/09/2021, nos termos da Cláusula 11ª do ACT PLR 2020/2021.

 

De acordo com o ofício enviado ao banco, pelas entidades representativas, a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria estabelece que o pagamento seja realizado até o dia 30 de setembro, mas como neste ano não houve negociação de reajuste salarial, uma vez que em 2020 foi feito acordo de dois anos, e os bancos já divulgaram seus lucros, os representantes dos empregados solicitaram a antecipação do pagamento da PLR como forma de valorizar o trabalho feito durante este ano, num período de pandemia, no qual os empregados colocaram suas vidas em risco, num esforço redobrado para atender a população e as metas colocadas pelos bancos.

 

“O pagamento da PLR é uma forma de reconhecimento do trabalho dos empregados do banco público, que não mediram esforços frente ao pagamento do auxílio emergencial e outros benefícios. Mais da metade da população brasileira, cerca de 100 milhões de pessoas passaram pela Caixa em busca dos auxílios. Mais uma vez, vemos que os esforços não foram reconhecidos pela direção”, destacou o presidente da Fenae, Sergio Takemoto.

 

Para a coordenadora da Comissão Executiva dos Empregados da Caixa (CEE/Caixa), Fabiana Uehara Proscholdt, os empregados estão ansiosos pela PLR, já que todos os bancos já pagaram ou, ao menos, informaram quando pagarão. “É notório que Pedro Guimarães anda preocupado apenas com os números do ‘banco da matemática’. Por isso, solicitamos a antecipação, como uma forma do banco valorizar todo o esforço realizado pelos colegas durante toda a pandemia”, afirmou a dirigente.

 

Os dirigentes reforçam que esse reconhecimento é de extrema importância. Os trabalhadores esperam maior valorização da Caixa enquanto banco público, inclusive mais reconhecimento com a ampliação do número de empregados e melhorias nas condições de trabalho e de atendimento à população.