Terça, 19 Outubro 2021

Facebook

Sem contratar, Caixa segue líder de reclamações

Publicado em Caixa Quarta, 18 Novembro 2015 12:08

A luta dos trabalhadores da Caixa por mais contratações, com a campanha Mais Empregados Para a Caixa, Mais Caixa Para o Brasil, segue firme e forte. Em todos os atos realizados em agências, os bancários recebem enorme apoio da população. E não é para menos. Pelo quarto mês consecutivo, o banco público lidera o ranking de reclamações do Banco Central.

> Caixa também foi líder de queixas em setembro   


Em outubro, o BC recebeu 842 reclamações consideradas procedentes contra a Caixa. O levantamento aponta que a maioria das queixas (355) está relacionada com “irregularidades relativas a integridade, confiabilidade, segurança, sigilo ou legitimidade das operações e serviços relacionados a cartões de crédito”.

“A responsabilidade por tamanha insatisfação é toda da direção da Caixa. Os empregados estão extremamente sobrecarregados. A população é atingida diretamente com a demora no atendimento e também com outros problemas, conforme reclamações. Contratar mais bancários acarretaria na melhora dos serviços prestados aos clientes”, destaca o diretor executivo do Sindicato e integrante da Comissão Executiva dos Empregados da Caixa Dionísio Reis.

> Contratações: luta continua! Caixa, a culpa é sua!

“É importante também destacar que a Caixa possui um fluxo grande de usuários porque presta serviços que outros bancos não oferecem. Um exemplo disso é a operacionalização de programas sociais como o Bolsa Família e o FIES. Mais empregados para a Caixa também significa fortalecer esse papel fundamental que o banco público tem para o desenvolvimento do país”, acrescenta.

Concurso público – Em 2014, a Caixa realizou um dos maiores concursos públicos de sua história, com a aprovação de 32.879 candidatos. Até agora, apenas 3.182 foram convocados (9,67% do total) e apenas 2.482 admitidos (7,54% do total). Atualmente, em média, são 23 empregados trabalhando em cada unidade do banco, a pior situação desde 2003.

> Caixa tem de mostrar cronograma de contratações

Ranking do Banco Central – Para fazer o ranking, as reclamações são divididas pelo número de clientes da instituição financeira que originou a demanda e multiplicadas por 1 milhão. Assim, é gerado o índice, que representa o número de reclamações de cada instituição financeira para cada grupo de 1 milhão de clientes.

No caso da Caixa, o índice ficou em 11,09. Em seguida, vem o Bradesco, com índice em 9,19. Em terceiro lugar ficou o Itaú, com 7,16. Logo depois vem o HSBC, com 6,54, seguido pelo Santander, com 6,34, e pelo BB, com 5,11. No ranking estão as instituições financeiras com mais de 2 milhões de clientes.


Felipe Rousselet